Submissão de Trabalhos

PRAZO DE SUBMISSÃO PRORROGADO – DATA FINAL: 22 DE OUTUBRO DE 2017

A Submissão de trabalhos, assim como a Inscrição no Evento serão realizados pelo Sistema de Eventos da Unioeste – SGEV. Para mais informações sobre como se cadastrar e acessar esta plataforma, no link a seguir.

ACESSE O SISTEMA DE CADASTRO NO EVENTO AQUI

Na 1ª edição do SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL, haverá espaço para a submissão de trabalhos, para divulgação, publicação e compartilhamento de relevantes trabalhos de pesquisadores na abrangente área do Desenvolvimento Rural Sustentável.
Para isto, cada artigo deve se adequar a um entre os 9 Grupos de Trabalhos (Gt’s) oferecidos.

O evento oferece 9 Grupos de Trabalhos (GT’s):

  • GT1 – TERRITÓRIOS, REDES E DESENVOLVIMENTO

Ementa: Neste GT debater-se-á processos de desenvolvimento centrados em redes curtas e longas, comparando-se diferentes iniciativas e se destacando a importância dos territórios, da proximidade e da identidade, a partir dos seus valores econômicos, políticos, culturais e ambientais.

Coordenadores: Prof. Dr .Marcos Aurélio Saquet, Prof. Dr. Adilson Francelino Alves. Prof. Dra. Marta Botti Capellari e Prof. Dr. Tarcisio Vanderlinde

  • GT2 – INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS, AGROENERGIA E GESTÃO

Ementa: Este GT trata das inovações tecnológicas na agricultura familiar, agroecológica e agroindustrial. Processos de inovação na gestão das propriedades, entidades ligadas à agricultura familiar e gestão de politicas públicas, bem como suas aplicações. Empreendedorismo e tecnologia social no meio rural. Matérias primas com potencial de produção de energia e processos de produção de energia e produtos energéticos no meio rural.

Coordenadores: Prof. Dr. Armin Feiden e Profa. Dra. Adriana Maria De Grandi e Prof. Dr. Geysler Rogis Flor Bertolini

  • GT3 – AGROECOLOGIA

Ementa: Neste GT serão aceitos trabalhos que englobam estudos dentro do tema de agroecologia, englobando a relação entre sociedade e natureza; enfocando o desenvolvimento rural e urbano feitos em bases agroecológicas, sobre educação do campo com enfoque nos principios da agroecologia; o uso e conservação dos recursos naturais, (solo, água, biodiversidade, energia), numa perspectiva de preservação de ativos ecossociais para o alcance da soberania alimentar, no reconhecimento de recursos genéticos locais e sua forma adequada de utilização e preservação; o manejo de agroecossistemas sustentáveis que contribuam para a produção em bases agroecológicas, seja no campo da substituição de insumos, mas, principalmente, na perspectiva mais avançada de manejo e no redesenho de agroecossistemas (animais, vegetais, silvipastoril, sistemas agroflorestais, sistemas aquáticos); na construção do conhecimento agroecológico que revelem caminhos para a efetivação do diálogo de saberes entre técnicos(as) e agricultores(as) nos processos de inovação agroecológica; no uso da homeopatia na agropecuária como ferramenta de construção da agroecologia, além de outros temas que possam contribuir para a construção do conhecimento agroecológico. Não serão aceitos neste GT, em hipótese nenhuma, trabalhos de nanotecnologia, agrotóxicos, transgenia, produtos mutagênicos, tecnologias nucleares, ou a simples comparação entre insumos orgânicos e convencionais.

Coordenadores: Prof. Dr. Alberto Feiden (Embrapa Pantanal); Renato Linhares de Assis (Embrapa Agrobiologia) e Milton Parron Padovan (Embrapa Agropecuária Oeste).

  • GT4 – MOVIMENTOS SOCIAIS, REFORMA AGRÁRIA E RESISTÊNCIA NO CAMPO

Ementa: Reforma agrária e assentamentos rurais. Estado e políticas públicas de Reforma Agrária. Os movimentos sociais no campo. A violência no campo. O debate agronegócio versus agricultura camponesa/familiar. Conflitos e disputas territoriais pelo acesso a terra e água. Organizações camponesas e indígenas de luta e resistência. Conflitos relacionados ao meio ambiente e uso de agrotóxicos. A questão agrária no Brasil. Conflitos agrários em espaços de fronteira.

Coordenadores: Prof. Dr. João Edmilson Fabrini, Prof. Dr. Dirceu Basso, Prof. M. Elemar Cezimbra (UFFS) Prof. Dr. Djoni Roos

  • GT5 – EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE BACIAS

Ementa: Inserem-se neste eixo os trabalhos que apresentam processos educativos fundamentados em referenciais que discutem a Educação nos seguintes enfoques: Espaços de construção de saberes, fazeres e sentires; Ética, ciência e sustentabilidade; Ética, bioética e meio ambiente; Cidadania e desenvolvimento de sociedades sustentáveis; Promoção da ética da vida e da cultura da paz; Interculturalidades, inclusão social e interreligiosidade; Juventude, coletivo de jovens, intergeracionalidade e meio ambiente; Redes de educação ambiental; Perspectivas e tendências epistemológicas, praxiológicas, axiomáticas e metodológicas da Educação Ambiental; Educação no campo, para comunidades tradicionais e povos indígenas; Educação inclusiva, e para a acessibilidade, direitos humanos, da terra e justiça ambiental; Educação ambiental, meio ambiente e saúde; Educação ambiental para a proteção das águas; Educação para a agroecologia, economia campesina e economia solidaria; Cidades sustentáveis, seguras e resilientes; Educação ambiental formal, não formal e informal.

Coordenadores: Profa. Dra. Irene Carniatto, Profa. Dra. Marli Renate von Borstel Roesler , Profa. Dra. Isabel Tamara Pedron, Prof. Dr. Alvori Ahlert

  • GT6 – GESTÃO DAS ÁGUAS NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS

Ementa: Gestão de bacias hidrográficas, usos múltiplos e suas prioridades regionais, uso e reuso de água na produção de alimentos, aquicultura e efluentes agroindustriais. Este GT tem como objetivo reunir pesquisas voltadas à gestão das águas e ao uso múltiplo dos recursos hídricos e discutir ações concretas envolvendo o setor público e os diferentes usuários. Pretende discutir ações de âmbito local, regional e nacionais internacionais que promovam o uso racional e sustentável deste patrimônio natural. Busca apresentar soluções e inovações sócio-tecnológicas que promovam o desenvolvimento sustentável e permitam a produção de alimentos com utilização da água e ou a produção em ambientes aquáticos.

Coordenadores:Prof. Dr. Aldi Feiden, Prof. Dr.Altevir Signor

  • GT7 – SOBERANIA E SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL (SSAN) COM ÊNFASE NAS QUESTÕES DE SAÚDE

Ementa: Neste GT serão discutidos os temas relacionados às condições de acesso e, por conseguinte de consumo, aos alimentos. Para tanto, se consideram os aspectos que tratam da produção limpa, sem veneno (agrotóxicos), ou ainda sem o uso de Organismos Geneticamente Modificados (OGM) (sementes transgênicas) cujo objetivo é a manutenção do equilíbrio ambiental. As práticas alimentares saudáveis, bem como o consumo consciente também serão debatidas vez que se infere que estas contribuem para uma existência digna considerando o contexto de desenvolvimento integral do ser humano. O GT se preocupa ainda em discutir como as políticas públicas podem ser consideradas ferramentas sustentáveis para garantir o abastecimento, a comercialização e o consumo de alimentos como importância estratégica e decisiva para a efetividade da SSAN.

Coordenadores: Profa. Dra. Luciana Oliveira de Fariña, Profa. Dra. Kérley Braga Pereira Bento Casaril

  • GT8 – EDUCAÇÃO DO CAMPO; PATRIMONIO CULTURAL E SABERES TRADICIONAIS; GÊNERO E RURALIDADES

Ementa: Este GT tem como objetivo reunir pesquisas voltadas ao patrimônio cultural e aos saberes tradicionais relativos ao universo das ruralidades: Os modos de fazer; As dinâmicas de repasse dos saberes – inclusive, aquelas que envolvem a oralidade; Relações intergeracionais; O patrimônio cultural alimentar e suas relações com o território. Discussões de gênero e ruralidade. Serão abordados também neste GT as pesquisas relativas aos aspectos teóricos e metodológicos da Educação do Campo.

Coordenadores: Profa. Dra.Nelza Mara Pallu, Profa. Dra. Romilda de Souza Lima, Prof. M. Mario Ramon Villalba (UNILA)

  • GT9 – EXTENSÃO RURAL E COOPERATIVISMO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

Ementa: Este GT tem como objetivo reunir e discutir pesquisas, estudos e experiências voltadas à agricultura familiar, suas dinâmicas, organização, mercados, sucessão familiar, demandas, desafios e sua inclusão econômica, social e digital, através dos temas de cooperativismo de economia solidária e comercialização, assim como a extensão rural, suas ações, atuações, inovações, metodologias e experiências. Nesta abordagem, este GT também discutirá as políticas públicas de apoio a produção e comercialização que envolvem os temas supracitados, em estudos e discussões sobre suas concepções, desenvolvimento, abrangência e resultados, sobretudo, dialogar sobre as contribuições que estas experiências trazem para o desenvolvimento rural sustentável

Coordenadores: Prof. Dr.Wilson João Zonin, Prof. Dr.Clério Plein, Prof. Dr. Nardel Luiz Soares da Silva, Prof. Dr. Dirceu Basso, Prof. Dr. Valdecir José Zonin (UFFS)

____________________________________________________________________________________

NORMAS DE SUBMISSÃO E APRESENTAÇÃO:

– O evento estará aceitando a submissão de trabalhos na forma de ARTIGO CIENTÍFICO, na extensão de 10 a 20 páginas, incluído resumo, referências bibliográficas, notas, imagens, tabelas e anexos importantes para a compreensão do trabalho (modelo para download no fim desta página).
– O artigo deve ser estruturado, obrigatoriamente, em título, resumo, abstract, palavras-chave, key-words, introdução, desenvolvimento (de acordo com a natureza do trabalho), conclusão e referencial bibliográfico.
– A Fonte deve ser Times New Roman, tamanho 12, Espaçamento entre linhas de 1,5 cm, espaçamento da página com margens de 2,5cm (inferior, superior, esquerda e direita).
– Títulos e subtítulos com a primeira letra em maiúscula e em negrito, espaçamento de 1 linha até o desenvolvimento da sessão. Espaçamento entre sessões de 2 linhas.
– Os arquivos devem estar em formato PDF. Arquivos submetidos em outro formato podem inviabilizar a leitura pelos pareceristas e serão excluídos automaticamente no início da fase de avaliação.
– Após a submissão não haverá a substituição de arquivos. Portanto tenha certeza de que o arquivo está correto e contém todas as exigências descritas acima.
– Serão aceitos trabalhos escritos em português, espanhol ou inglês. Entretanto, para a apresentação dos mesmos (forma oral/poster) não haverá tradução simultânea, sendo indicado a língua principal do evento: Português.
– Apenas o apresentador do trabalho tem obrigatoriedade de realizar a inscrição e pagamento no evento.
– É obrigatório que cada apresentador esteja presente no inicio da sessão do GT e só se retire ao fim da apresentação de todos os trabalhos, arguições e perguntas, não sendo permitido um apresentador participar de mais do que um GT.
– A forma de apresentação poderá ser realizada nas seguintes modalidades: APRESENTAÇÃO ORAL e PÔSTER. A decisão da forma de apresentação de cada trabalho será realizada pela coordenação de cada GT, e será divulgado quando publicarmos o resultado e aceites dos trabalhos, assim como o modelo de banner, para aqueles que forem selecionados nesta modalidade.

Clique aqui para ver os Critérios de Avaliação dos artigos

DATA FINAL PARA SUBMISSÃO DOS ARTIGOS PRORROGADA: 22 DE OUTUBRO DE 2017

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O MODELO DO ARTIGO

Anúncios