Doutorado realiza apresentação de pesquisas interdisciplinares para o município de Diamante d’Oeste

No dia 27 de abril de 2018, no município de Diamante d’Oeste, o doutorado em Desenvolvimento Rural Sustentável – PPGDRS da Unioeste realizou uma apresentação de estudos realizados no munícipio, para representantes da comunidade municipal. Composto por um grupo de 12 doutorandos e os coordenadores do programa, Wilson João Zonin e Adriana Maria de Grandi, a equipe apresentou os primeiros resultados de uma atividade de pesquisa proposta pelas disciplinas de Métodos de Pesquisas Interdisciplinares e Participativas e Seminários II, as quais os coordenadores citados também são docentes.

Os resultados destes estudos, que iniciaram no segundo semestre de 2017, foram apresentados no gabinete do prefeito, e contou com a participação do Vice-Prefeito Osmar Pereira, a Secretária de Agricultura, Daniele Patrícia Gentelini, assim como agricultores familiares e técnicos da prefeitura.

As ações realizadas por esta proposta metodológica de pesquisa se dividiram em três eixos principais, sendo eles: Dimensões Físico-Ambientais (que abordavam temas como produção agropecuária, geoprocessamento de dados, energias renováveis, água e aquicultura, entre outros); Povos tradicionais e Reforma Agrária (com assuntos referentes a organização social das tribos indígenas e assentamento da reforma agrária existentes no município) e Participação Social e Mercados da Agricultura Familiar para o Desenvolvimento Rural Sustentável (que realizaram abordagens com a participação dos atores sociais do município em Conselhos da Agricultura Familiar e Meio Ambiente, e a oportunidade para o desenvolvimento de Mercados para os agricultores familiares da região).

Para o professor Wilson João Zonin, coordenador do PPGDRS e docente da disciplina, foi um dia icônico para o programa de pós-graduação e para a concepção de uma temática de pesquisa interdisciplinar e participativa:

“Esse é o primeiro retorno das pesquisas que realizamos no município de Diamante d’ Oeste. Estamos levando, neste primeiro momento, principalmente as oportunidades que eles podem abraçar para o desenvolvimento rural sustentável da comunidade. Para os doutorandos, é um grande aprendizado e um momento marcante para a formação destes futuros doutores em Desenvolvimento Rural Sustentável, onde os grandes professores e mestres foram os agricultores familiares e a comunidade de Diamante d’Oeste” – Wilson João Zonin, Coordenador do PPGDRS e docente da disciplina de Métodos de Pesquisas Interdisciplinares e Participativas.

A Secretária de Agricultura e Meio Ambiente, Daniele Patrícia Gentelini, que auxiliou e colaborou com as ações do doutorado no município, indica que a ideia de realizar atividades como esta foram de suma importância para Diamante d’Oeste:

“Para nós, é importante ver que a Universidade está presente no município, pesquisando, realizando extensão e apresentando oportunidades para o desenvolvimento rural da comunidade, com estudos abordando diversas áreas do conhecimento” – Daniele Patrícia Gentelini, Secretária de Agricultura e Meio Ambiente de Diamante d´Oeste.

O Vice-Prefeito de Diamante d’Oeste, Osmar Pereira, agradeceu a inserção da Unioeste e do PPGDRS no município, e parabenizou pela proposta de pesquisa e os resultados alcançados:

“É uma satisfação para o município receber profissionais tão capacitados e dispostos a pesquisar nosso munícipio. As informações e estudos que foram entregues para nós, com certeza, irão nos ajudar a se tornar um município ainda melhor.” – Osmar Pereira, Vice-Prefeito de Diamante d’Oeste.

Com as discussões e pontos levantados nesta reunião, os doutorandos irão potencializar seus estudos, que irão gerar relatórios técnicos, que serão entregues aos representantes de Diamante d’Oeste, com o objetivo que este objeto de estudo auxilie no planejamento municipal para um desenvolvimento rural sustentável. Também é um das metas do programa a elaboração de um livro, com previsão de publicação para o ano de 2018, que abordará, principalmente, os desafios e benefícios de uma atuação e metodologia Interdisciplinar de pesquisa, que é a ideia metodológica basilar do PPGDRS.

A Metodologia Participativa e Interdisciplinar em Diamante d´Oeste

Os valores de PIB e demais indicadores econômicos não representam, por si só, o desenvolvimento de uma determinada região. Com relação ao desenvolvimento, um dos conceitos mais utilizados e que o caracterizam de forma ampla é o Índice de Desenvolvimento Humano – IDH, que surgiu como alternativa ao Produto Interno Bruto – PIB. O IDH foi apresentado em 1990, no primeiro Relatório de Desenvolvimento Humano do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), desenvolvimento humano deve ser centrado nas pessoas e na ampliação do seu bem-estar, entendido não como o acúmulo de riqueza e o aumento da renda, mas como a ampliação da oportunidade de escolhas e da capacidade e da liberdade de escolher.

Na região Oeste paranaense, entre os 10 primeiros municípios com melhores IDH-M, 5 são da região Oeste (Quatro Pontes, Cascavel, Toledo, Marechal Cândido Rondon e Palotina), entretanto, há municípios limítrofes a estes cinco que possuem índices baixíssimos IDH-M como Ramilândia, Vera Cruz do Oeste e Diamante D´oeste. Considerando que esses três municípios estão entre os que apresentam maior nível de população rural (IBGE, 2010), podem ser feitos questionamentos a respeito do seu nível de Desenvolvimento Rural Sustentável.

A escolha por Diamante d’Oeste como “município-alvo” destas ações aconteceu após a análise de dados secundários e informações iniciais dos principais pontos em que levavam o município de Diamante D´oeste apresentar um baixo IDH, assim, foi realizado no segundo semestre de 2017 uma Pesquisa Participativa através da disciplina de Métodos de Pesquisas Interdisciplinares e Participativas, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável – Nível Doutorado, da Unioeste de Marechal Cândido Rondon – Paraná.

Composto por uma equipe interdisciplinar de 12 doutorandos, com formações nas áreas de Agronomia, Zootecnia, Administração, Ciências Contábeis, Filosofia, Letras, Tecnologia de Energias Renováveis, Farmácia e Serviço Social, e contando também com o apoio técnico de seus orientadores, os discentes da disciplina elaboraram propostas metodológicas para uma inserção prática no município, e durante 3 meses, realizaram pesquisas e atividades em Diamante D´oeste, objetivando um diagnóstico da situação de desenvolvimento rural do município, através de uma análise interdisciplinar das variadas formações acadêmicas dos discentes.

Os doutorandos realizaram também uma imersão no município por 2 dias, em setembro de 2017, onde conviveram com a comunidade, realizaram visitas, entrevistas, pesquisas e análises com diversos atores do desenvolvimento no município, como agricultores familiares, assentados da reforma agrária, indígenas, representantes de organizações sociais e cooperativas da região, técnicos e funcionários da prefeitura e representantes de órgãos públicos.

Com as informações e dados levantados, os doutorandos realizaram o desenvolvimento de pesquisas, discussões e planejamentos acerca das forças, fraquezas, ameaças e oportunidades que o desenvolvimento de Diamante D’oeste apresentou. Os estudos abordaram variadas áreas do conhecimento, com uma concepção interdisciplinar de análise, com temas como produção agropecuária; canais de comercialização e mercados da agricultura familiar; cooperativismo e associativismo; planejamento e gastos públicos; saúde rural; reforma agrária; povos e cultura indígena; agro industrialização da agricultura familiar; energias renováveis; organizações e participação social; entre outros.

Estas ações permeiam a construção mais recente do termo DRS, que se dá através dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, elaborado pela ONU, que sistematiza os acordos firmados entre as nações, com 17 objetivos e 169 metas, compondo um contrato social entre os líderes mundiais e os povos, considerados uma lista das coisas a fazer em nome dos povos e do planeta. A construção dos ODS é um importante norteador de ações globais, com objetivos que permeiam o fim da fome, diminuição da pobreza, o uso adequado e cuidado com os recursos naturais, educação para todos, paz, justiça, entre outros.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s