Doutorado realiza apresentação de pesquisas interdisciplinares para o município de Diamante d’Oeste

No dia 27 de abril de 2018, no município de Diamante d’Oeste, o doutorado em Desenvolvimento Rural Sustentável – PPGDRS da Unioeste realizou uma apresentação de estudos realizados no munícipio, para representantes da comunidade municipal. Composto por um grupo de 12 doutorandos e os coordenadores do programa, Wilson João Zonin e Adriana Maria de Grandi, a equipe apresentou os primeiros resultados de uma atividade de pesquisa proposta pelas disciplinas de Métodos de Pesquisas Interdisciplinares e Participativas e Seminários II, as quais os coordenadores citados também são docentes.

Os resultados destes estudos, que iniciaram no segundo semestre de 2017, foram apresentados no gabinete do prefeito, e contou com a participação do Vice-Prefeito Osmar Pereira, a Secretária de Agricultura, Daniele Patrícia Gentelini, assim como agricultores familiares e técnicos da prefeitura.

As ações realizadas por esta proposta metodológica de pesquisa se dividiram em três eixos principais, sendo eles: Dimensões Físico-Ambientais (que abordavam temas como produção agropecuária, geoprocessamento de dados, energias renováveis, água e aquicultura, entre outros); Povos tradicionais e Reforma Agrária (com assuntos referentes a organização social das tribos indígenas e assentamento da reforma agrária existentes no município) e Participação Social e Mercados da Agricultura Familiar para o Desenvolvimento Rural Sustentável (que realizaram abordagens com a participação dos atores sociais do município em Conselhos da Agricultura Familiar e Meio Ambiente, e a oportunidade para o desenvolvimento de Mercados para os agricultores familiares da região).

Para o professor Wilson João Zonin, coordenador do PPGDRS e docente da disciplina, foi um dia icônico para o programa de pós-graduação e para a concepção de uma temática de pesquisa interdisciplinar e participativa:

“Esse é o primeiro retorno das pesquisas que realizamos no município de Diamante d’ Oeste. Estamos levando, neste primeiro momento, principalmente as oportunidades que eles podem abraçar para o desenvolvimento rural sustentável da comunidade. Para os doutorandos, é um grande aprendizado e um momento marcante para a formação destes futuros doutores em Desenvolvimento Rural Sustentável, onde os grandes professores e mestres foram os agricultores familiares e a comunidade de Diamante d’Oeste” – Wilson João Zonin, Coordenador do PPGDRS e docente da disciplina de Métodos de Pesquisas Interdisciplinares e Participativas.

A Secretária de Agricultura e Meio Ambiente, Daniele Patrícia Gentelini, que auxiliou e colaborou com as ações do doutorado no município, indica que a ideia de realizar atividades como esta foram de suma importância para Diamante d’Oeste:

“Para nós, é importante ver que a Universidade está presente no município, pesquisando, realizando extensão e apresentando oportunidades para o desenvolvimento rural da comunidade, com estudos abordando diversas áreas do conhecimento” – Daniele Patrícia Gentelini, Secretária de Agricultura e Meio Ambiente de Diamante d´Oeste.

O Vice-Prefeito de Diamante d’Oeste, Osmar Pereira, agradeceu a inserção da Unioeste e do PPGDRS no município, e parabenizou pela proposta de pesquisa e os resultados alcançados:

“É uma satisfação para o município receber profissionais tão capacitados e dispostos a pesquisar nosso munícipio. As informações e estudos que foram entregues para nós, com certeza, irão nos ajudar a se tornar um município ainda melhor.” – Osmar Pereira, Vice-Prefeito de Diamante d’Oeste.

Com as discussões e pontos levantados nesta reunião, os doutorandos irão potencializar seus estudos, que irão gerar relatórios técnicos, que serão entregues aos representantes de Diamante d’Oeste, com o objetivo que este objeto de estudo auxilie no planejamento municipal para um desenvolvimento rural sustentável. Também é um das metas do programa a elaboração de um livro, com previsão de publicação para o ano de 2018, que abordará, principalmente, os desafios e benefícios de uma atuação e metodologia Interdisciplinar de pesquisa, que é a ideia metodológica basilar do PPGDRS.

A Metodologia Participativa e Interdisciplinar em Diamante d´Oeste

Os valores de PIB e demais indicadores econômicos não representam, por si só, o desenvolvimento de uma determinada região. Com relação ao desenvolvimento, um dos conceitos mais utilizados e que o caracterizam de forma ampla é o Índice de Desenvolvimento Humano – IDH, que surgiu como alternativa ao Produto Interno Bruto – PIB. O IDH foi apresentado em 1990, no primeiro Relatório de Desenvolvimento Humano do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), desenvolvimento humano deve ser centrado nas pessoas e na ampliação do seu bem-estar, entendido não como o acúmulo de riqueza e o aumento da renda, mas como a ampliação da oportunidade de escolhas e da capacidade e da liberdade de escolher.

Na região Oeste paranaense, entre os 10 primeiros municípios com melhores IDH-M, 5 são da região Oeste (Quatro Pontes, Cascavel, Toledo, Marechal Cândido Rondon e Palotina), entretanto, há municípios limítrofes a estes cinco que possuem índices baixíssimos IDH-M como Ramilândia, Vera Cruz do Oeste e Diamante D´oeste. Considerando que esses três municípios estão entre os que apresentam maior nível de população rural (IBGE, 2010), podem ser feitos questionamentos a respeito do seu nível de Desenvolvimento Rural Sustentável.

A escolha por Diamante d’Oeste como “município-alvo” destas ações aconteceu após a análise de dados secundários e informações iniciais dos principais pontos em que levavam o município de Diamante D´oeste apresentar um baixo IDH, assim, foi realizado no segundo semestre de 2017 uma Pesquisa Participativa através da disciplina de Métodos de Pesquisas Interdisciplinares e Participativas, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural Sustentável – Nível Doutorado, da Unioeste de Marechal Cândido Rondon – Paraná.

Composto por uma equipe interdisciplinar de 12 doutorandos, com formações nas áreas de Agronomia, Zootecnia, Administração, Ciências Contábeis, Filosofia, Letras, Tecnologia de Energias Renováveis, Farmácia e Serviço Social, e contando também com o apoio técnico de seus orientadores, os discentes da disciplina elaboraram propostas metodológicas para uma inserção prática no município, e durante 3 meses, realizaram pesquisas e atividades em Diamante D´oeste, objetivando um diagnóstico da situação de desenvolvimento rural do município, através de uma análise interdisciplinar das variadas formações acadêmicas dos discentes.

Os doutorandos realizaram também uma imersão no município por 2 dias, em setembro de 2017, onde conviveram com a comunidade, realizaram visitas, entrevistas, pesquisas e análises com diversos atores do desenvolvimento no município, como agricultores familiares, assentados da reforma agrária, indígenas, representantes de organizações sociais e cooperativas da região, técnicos e funcionários da prefeitura e representantes de órgãos públicos.

Com as informações e dados levantados, os doutorandos realizaram o desenvolvimento de pesquisas, discussões e planejamentos acerca das forças, fraquezas, ameaças e oportunidades que o desenvolvimento de Diamante D’oeste apresentou. Os estudos abordaram variadas áreas do conhecimento, com uma concepção interdisciplinar de análise, com temas como produção agropecuária; canais de comercialização e mercados da agricultura familiar; cooperativismo e associativismo; planejamento e gastos públicos; saúde rural; reforma agrária; povos e cultura indígena; agro industrialização da agricultura familiar; energias renováveis; organizações e participação social; entre outros.

Estas ações permeiam a construção mais recente do termo DRS, que se dá através dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, elaborado pela ONU, que sistematiza os acordos firmados entre as nações, com 17 objetivos e 169 metas, compondo um contrato social entre os líderes mundiais e os povos, considerados uma lista das coisas a fazer em nome dos povos e do planeta. A construção dos ODS é um importante norteador de ações globais, com objetivos que permeiam o fim da fome, diminuição da pobreza, o uso adequado e cuidado com os recursos naturais, educação para todos, paz, justiça, entre outros.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s